sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Oba Outra Sexta-feira!

Oba, outra sexta-feira! Outro final de semana se aproxima e estamos um dia mais próximos da morte. Um dia a mais na contabilidade dos dias onde apenas existimos e lubrificamos máquinas com sangue.
Afinal, somos as engrenagens orgânicas ideais: pensamos, reclamamos e até nos revoltamos, mas sempre girando a máquina que não para.
Mas e se essa suposta consciência existencial e toda a fúria por revolução for apenas uma válvula de escape planejada para as engrenagens pensarem que são, de fato, livres?
Se isso for verdade, esse texto também é apenas outra ilusão de liberdade que crio dentro do ônibus, no caminho para o trabalho, e de que adiantariam todas essas letras e ideais, se o tempo continua passando enquanto a possibilidade real de morte flerta comigo e seguimos girando sem parar?
Nasce sol, põe sol e nós continuamos inertes. Apesar de pensarmos o contrário, nada muda por aqui.
-Guilherme Infante-

Um comentário:

  1. Dependendo... aqui eu sempre penso: - menos uma sexta-feira... Vida que segue implacável!
    Amém!

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...