segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Festa da Santa Cruz

Hoje a Igreja celebra a Festa da Exaltação da Santa Cruz. Essa festa vem dos primórdios da cristandade, porque a morte do Senhor sobre a Cruz é o ponto culminante da Redenção da humanidade. A glorificação de Cristo e a nossa salvação passam pelo suplício da Cruz. Cristo, encarnado na Sua realidade concreta humano-divina, se submete voluntariamente à humilde condição de escravo (a cruz era o tormento reservado para os escravos) e o suplício infame transformou-se em glória perene).
Os apóstolos resumiam sua pregação no Cristo crucificado e ressuscitado dos mortos, de quem provêm a justificação e a salvação de cada um. São Paulo dizia que Cristo cancelou “o documento escrito contra nós, cujas prescrições nos condenavam. Aboliu-o definitivamente, ao encravá-lo na Cruz” (Cl 2,14). É por isso que cantamos na celebração da adoração da santa Cruz na Sexta-Feira Santa: “Eis o lenho da cruz, do qual pendeu a salvação do mundo: Vinde! Adoremos!”
O caminho da cruz, da humilhação e da obediência, foi o que Deus escolheu para nos salvar. Por isso, amamos e exaltamos a santa Cruz. Santo Antônio, Doutor do Evangelho e “martelo dos hereges”, dizia: “Porque Adão no paraíso não quis servir ao Senhor (cf. Jr 2,20), por isso o Senhor assumiu a forma de servo (cf. Fl 2,7) para servir ao servo, a fim de que o servo já não se envergonhasse de servir ao Senhor.”
Aproximemo-nos da Cruz de Cristo neste dia e rezemos esta oração do século X, que brotou do coração de um grande santo da nossa Igreja, Santo Odilon, um monge Abade do Monastério de Cluny:
Ao nome de Jesus, todo joelho deve dobrar-se no céu, na terra e nos infernos;
diante Dele dobro agora os joelhos; confesso minhas faltas ao pai das luzes,
Do Senhor, que adoro incessantemente, a cruz está comigo.
Cruz que é para mim um refúgio, cruz que é meu caminho e minha força…
cruz, estandarte que não se pode tomar… cruz, arma que torna invencível.
A cruz afasta todo mal. A cruz afugenta as trevas.
Através dessa cruz eu avanço no caminho de Deus.
A cruz para mim é vida; para ti, inimigo, é a morte.
Que a cruz de Nosso Senhor seja para mim grandeza suprema.
Que sua ressurreição me dê firmeza de fé e uma esperança segura na ressurreição dos justos;
que a sua gloriosa ascensão ao céu me leve a cada dia a desejar o céu,
e o Espírito Santo que penetra em nossos corações seja a remissão de todo o nosso passado.
Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...