terça-feira, 16 de junho de 2015

Infância Contagiante

Aprendendo com o imaginário infantil

Outro olhar para o que chamamos de vida,

Há todo um mundo de magia, de mentirinha, do faz de conta.

Uma briga do inconsciente com o consciente

Difícil entendimento entre essas linguagens.

A criança não pensa no amanhã, se vai viver ou não...

O “daqui a pouco” ou “o agora” se fundem,

Na inexistência de tempo e espaço sem nenhuma medida.

Isso não é o que dá sentido à sua vida.

Há uma imensa cumplicidade no brincar,

Fala e se escuta, como se fora várias ao mesmo tempo...

Não há limite entre o sonho e a realidade.

Enxerga o interior de um adulto,

E contesta-o com inúmeros ‘por quês’ (?)

Sua metodologia é a da descoberta,

Incorpora o que gosta, dispensando o que não,

Pesquisa sua curiosidade sempre com objetividade.

Depois a adapta em rica história de vida...

Viver, brincar, aprender, errar e ensinar!

Esse ‘serzinho’ nasce sabendo,

Apenas desenvolve quando lhe damos espaço.


Célia Rangel
http://celiarangel.blogspot.com.br

3 comentários:

  1. Mais uma vez, Anderson, você me lisonjeia fazendo destaque em seu "rico blog"! Quanta generosidade! Agradeço-lhe em orações por esse carinho!
    Abraço,
    Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina Célia, os méritos são todos seus!
      É uma alegria partilhar!
      Grande abraço!

      Excluir
  2. ¡Que alegría de verte Anderson !Hace tiempo que no sabia de ti...
    En realidad ahora tengo menos tiempo...
    Si, seamos como los niños. De ellos es el Reino de los Cielos. Un abrazo. Dios te bendiga siempre.

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...