terça-feira, 5 de agosto de 2014

Escape



História de nostalgia

Existência débil em emoções

Tem na leitura às madrugadas

O infinito olhar sufocante a percorrer

Mudança de perspectiva

Pensamento aberto

Fuga da verdade imposta

Absoluta coragem em um ritmo

Que envolva a novidade de viver

Tantas horas não marcadas

Pelo relógio do tempo na multidão

Se perde como um nada

À procura de um tudo

No luxo do escapismo...



Célia Rangel

2 comentários:

  1. Que grata surpresa, Anderson! Fazer parte do seu espaço "Blog" é uma honra! Agradecidíssima! Grande abraço!
    Célia.

    ResponderExcluir
  2. Célia, a alegria é minha em poder partilhar aqui suas lindas mensagens!

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...