quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Será que algum dia, ao fechar os olhos, alquém lembrará de você?



Sua trajetória é certamente cheia de momentos bons e ruins, durante os quais você vive situações diversas e conhece pessoas dos mais variados tipos. Esta é a essência de nossa vida: caminhar pelos seus ciclos em um fluxo constante de momentos, fazendo escolhas e colecionando experiências.

 Algo que muitas vezes passa despercebido são aquelas pessoas que cruzam nossa trajetória com o objetivo de “tocar-nos” e transformar, completamente, o caminho de decisões que inicialmente havíamos considerado absoluto e correto.

 Quase sempre demoramos para aceitar a presença provocativa e os “toques” afiados dessas pessoas, mas, depois de um tempo, aprendemos a respeitá-los e a esperar essa interferência em nossas vidas, pois consideramos essas pessoas como nossas principais referências. Isso acontece quando elegemos nossos MENTORES.
 Essa relação é pautada por um profundo relacionamento. São conselhos, propostas do melhor caminho a seguir, a melhor trajetória. O Mentor não manda, sugere. Ele orienta, guia, mostra o caminho e as opções possíveis, deixando o mentorado fazer a escolha que julgar ser a melhor opção. Entretanto, esse não é o único processo que está envolvido na relação de Mentoria.

 Apesar de termos um papel fundamental na eleição de nossos mentores, cabe a ele – O MENTOR – a decisão final de considerar o nosso potencial e apostar em nossa trajetória. O mentor tem a perícia de descobrir talentos, para que este seja seu aprendiz e com ele cuidar com extrema profundidade dos crescimentos pessoal e profissional.
 Ter um mentor é um privilégio, pois é resultado de uma excelente conquista pessoal. Agora, ter vários mentores é uma enorme responsabilidade, pois exige que você também considere a missão de transformar-se em mentor algum dia.

 Feche os olhos e pense em uma pessoa que de alguma forma tocou sua vida e fez você mudar de direção.
 Achou um? Achou vários? Que ótimo! Contudo, deixo uma pergunta:
Será que algum dia, ao fechar os olhos, alguém lembrará de você?

Sidnei Oliveira - A12.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...