domingo, 10 de fevereiro de 2013

Meu Coração é puro ?




Evangelho: Mc 7,14-23

Leitura Orante

Mc 7,14-23

Jesus chamou outra vez a multidão e disse:
- Escutem todos o que eu vou dizer e entendam! Tudo o que vem de fora e entra numa pessoa não faz com que ela fique impura, mas o que sai de dentro, isto é, do coração da pessoa, é que faz com que ela fique impura. Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam.
Quando Jesus se afastou da multidão e entrou em casa, os seus discípulos lhe perguntaram o que queria dizer essa comparação. Então ele disse:
- Vocês são como os outros; não entendem nada! Aquilo que entra pela boca da pessoa não pode fazê-la ficar impura, porque não vai para o coração, mas para o estômago, e depois sai do corpo.
Com isso Jesus quis dizer que todos os tipos de alimento podem ser comidos.
Ele continuou:
- O que sai da pessoa é o que a faz ficar impura. Porque é de dentro, do coração, que vêm os maus pensamentos, a imoralidade sexual, os roubos, os crimes de morte, os adultérios, a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho e o falar e agir sem pensar nas conseqüências. Tudo isso vem de dentro e faz com que as pessoas fiquem impuras.


Leitura Orante
Preparo-me para a Leitura Orante rezando a
Oração do XVI Congresso Eucarístico Nacional
Senhor Jesus, Tu és o Caminho!
Em meio a sombras e luzes,
alegrias e esperanças, tristezas e angústias,
Tu nos levas ao Pai.
Não nos deixes caminhar sozinhos.
Fica conosco, Senhor!

1.Leitura ( Verdade)
O que a Palavra diz?
Leio o texto do dia: Mc 7,14-23
O que diz? Jesus fala aqui de pureza e impureza segundo as tradições judaicas. Havia uma separação do sagrado e do profano. Se a preocupação dos fariseus e escribas é essa separação, a preocupação de Jesus é outra. Ele se preocupa com a maldade que vem do coração pessoas: os maus pensamentos, a imoralidade sexual, os roubos, os crimes de morte, os adultérios, a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho e o falar e agir sem pensar nas conseqüências. Isto é que é impuro para ele.
Rezo com toda a Igreja que se prepara para o XVI Congresso Eucarístico Nacional:
Senhor, Tu és a Verdade!
Desperta nossas mentes
e faze arder nossos corações com a tua Palavra.
Que ela ilumine e aqueça os corações sedentos de justiça e santidade.
Ajuda-nos a sentir a beleza de crer em Ti!
Fica conosco, Senhor!

2. Meditação (Caminho)
- O que a Palavra diz para mim?
Como vivo é a minha pureza? Evito contato com pessoas doentes, sujas? Ou me preocupo com o meu interior, o meu coração? Por acaso tenho maus pensamentos, imoralidade sexual, roubo até em pequenas coisas, cometo adultério, pratico a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho? Se vivo alguma destas impurezas será urgente uma reconciliação com Deus e o irmão, se me considero amigo de Jesus.

3.Oração (Vida)
- O que a Palavra me leva a dizer a Deus? Rezo em silêncio e, depois, com todos que rezam na rede:
Senhor, Tu és a Vida!
Abre nossos olhos para te reconhecermos
no "partir o Pão", sublime Sacramento da Eucaristia!
Alimenta-nos com o Pão da Unidade.
Sustenta-nos em nossa fragilidade.
Consola-nos em nossos sofrimentos,
Faze-nos solidários com os pobres, os oprimidos e excluídos.
Fica conosco, Senhor!

4. Contemplação (Vida)
- Qual o meu novo olhar a partir da Palavra?
A partir da prática de Jesus, vou viver hoje com o coração puro. Finalizando, rezo:
Jesus Cristo: Caminho, Verdade e Vida,
No vigor do Espírito Santo,
Faze-nos teus discípulos missionários!
Com a humilde serva do Senhor, nossa Mãe Aparecida, queremos ser:
Alegres no Caminho para a Terra Prometida!
corajosas testemunhas da Verdade libertadora!
promotores da Vida em plenitude!
Fica conosco, Senhor! Amém! 

reflexão:

Estão em questão os critérios do puro versus o impuro adotados pelos fariseus. Estes são conceitos de segregação, superioridade e privilégios, que resultam da tradição da eleição por Deus. A pureza é a meta do povo que se julga eleito. Jesus questiona estes critérios e afirma que a tradição dos fariseus não passa de tradições dos antigos, tradições dos homens, que não correspondem à vontade de Deus.
A partir do alimento que, sendo ingerido, segue o destino comum, Jesus destaca que o contraste pureza versus impureza não está no exterior, corpo ou alimentos, mas no coração. Comumente o coração é apresentado como fonte de pensamento e emoção. Aqui o coração é apresentado como fonte de ação, boa ou má. Os fariseus, apegando-se às tradições humanas e interesseiras, afastam-se da justiça de Deus em seus corações.

Autor: José Raimundo Oliva
 


Fonte: Site Paulinas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...