sexta-feira, 2 de março de 2012

Seja sempre Honesto!

Para que o filho único pudesse estudar, certo pai precisou trabalhar com afinco por longos anos. Concluindo o segundo grau, o jovem rumou para um grande centro, onde depois de aprovado nos exames vestibulares iniciou o curso de ciências econômicas. O moço cuidava para não ser demasiadamente pesado para o velho pai. Assim, durante os anos vividos longe do lar, esteve sempre atento aos conselhos do pai: agir com respeito, decência e honestidade. Os anos passaram e o jovem finalmente concluiu, com brilhantismo e distinção, o seu curso. Agora já formado, arrumou as malas e feliz retornou para junto dos pais, cheio de reconhecimento e gratidão. Uma conceituada firma comercial o contratou logo para trabalhar na empresa. Sentiu-se feliz e compensado, vendo nesse primeiro emprego também a possibilidade de devolver aos pais, especialmente, ao menos uma parcela do muito que lhe fizeram ao longo dos anos de preparo. No seu segundo mês de trabalho, certa tarde, o gerente ordenou que ele efetivasse os lançamentos contábeis de tal forma que a empresa escapasse ao pagamento de um pesado imposto que, por certo, abalaria em muito o seu superávit. Prometeu-lhe ótima recompensa, argumentando, para justificar os termos do arranjo: 
--Estamos lhe prometendo essa respeitável gratificação, porque sabemos das suas lutas e dificuldades ... 
--De fato, por várias razões, eu tenho mesmo necessidade de ganhar um pouco mais--disse o moço--porém, não dessa forma. E se por esta minha convicção tiver de deixar o emprego, deixarei. E não me leve a mal, amigo, mas recuso-me, terminantemente, a realizar o que me pede. 
Desapontado, o gerente retirou-se; mas em pouco mais de meia hora estava de volta para dizer ao rapaz: 
--Levei sua palavra final ao presidente e ele lhe pede comparecer com a máxima urgência ao seu gabinete. 
A essa altura dos acontecimentos o rapaz saiu resoluto. de cabeça erguida, mas interiormente já contava estar demitido. Contudo, dessa vez enganou-se, porque ao se apresentar diante do presidente foi calorosamente cumprimentado e informado de que acabava de ser promovido a uma função mais importante e sobremaneira mais compensadora, exatamente por haver resistido à provação.

Roberto Carneiro 

3 comentários:

  1. Infelizmeente, nem sempre a honestidade é valorizada, mas nem por isso devemos nos corromper. Nesse texto, uma bela lição ética!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Eia aí algo que tem passado longe principalmente da maioria das empresas hoje, honestidade. Bela post!

    ResponderExcluir
  3. Honestidade é sempre fundamentel! Parabéns!

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...