quinta-feira, 1 de março de 2012

A Matemática do Coração de Deus

Fico admirado com a impressionante capacidade que possuímos de nos depararmos com alógica humana que reclama pra si o tempo inteiro o direito de que as coisassejam sempre perfeitas, exatas, sem erros e violações. Somos naturalmenteinclinados a agir segundo os ditames da razão, e isso é um dado da nossa condiçãohumana, que evidencia a Bondade de Deus ao fertilizar o terreno da nossa frágilhumanidade com o dom da Razão.

Quando se trata da razão, fico particularmente fascinado com o universo da Matemática.Nele tudo se revela tão exato. Os cálculos, as fórmulas, as equações são semprecaminhos que levam à exatidão de uma resposta, ao desvelamento de umaincógnita. Hoje a partir deste rico universo quero lhes partilhar irmãos sobreo Amor de Deus, porque parece que Ele possui um Coração Matemático.  Ele de um jeito amoroso costuma sempre agirmatematicamente em nossa vida, história e vocação... Já me explico!

Certa vez, Jesus querendo traduzir em linguagem humana a Matemática do Amor, noscontou que um agricultor contratou operários para a sua vinha. Realizou aquelecontrato com cada um em horários diferentes. Estamos agora diante do cenário daParábola dos Operários da Vinha. “Ao cair da tarde, aquele vinhateiro disseao seu feitor: Chama os operários e paga-lhes começando pelos últimoscontratados até os primeiros” (Mt 20, 8). Assim feito, os últimos receberamuma moeda, e os primeiros que julgavam receber mais, receberam a mesma quantiaque os últimos.

Bem, a história se segue, e os primeiros operários reclamam pra si o mínimo de bomsenso por parte do Patrão, dizendo-lhe: “Os últimos só trabalharam uma hora, edeste-lhes tanto como a nós que suportamos o peso do dia e do calor...” Aoque parece se apresenta injusta e desconcertante aquele pagamento do patrão.Podemos até achá-la desconcertante, contudo, não injusta. Desconcerta-nosporque ainda não entendemos que na Matemática de Deus a regra sempre usada é ado Amor com TODOS, e não da justiça com ALGUNS. O Coração de Deus está para aMisericórdia. É bem verdade que caminha pela justa razão, entretanto, não para aí.Vai mais além. Jamais conseguiremos explicar racionalmente a grandeza deste CoraçãoAmoroso que sempre vai ao encontro de todos. É ai que entendemos o que BlaisePascal, nosso amigo filósofo francês, quis dizer ao afirmar que “o coraçãotem razões que a própria Razão desconhece”.De fato, o coração de Deus tem a sua Sabedoria, tem a suaMatemática, as suas razões.

Não sem razão é que em Deus, “os últimos são os primeiros, e os primeirosse tornam os últimos” (Mt 20, 16). Infelizmente o nosso coração ainda nãobate no compasso dessa lógica, porque pouco entendemos dessa Regra. Certamentedeve ser por isso que desde tão cedo rezamos entre nós: “Coração de Jesus, fazei onosso Coração semelhante ao Vosso”.Sem saber, estamos pedindo a Ele agraça de finalmente aprendermos a calcular nossas relações, nossa missão, osentido da nossa existência a partir da beleza escondida na Matemática do SeuCoração! Que sejamos bons alunos dessa escola, todo dia é tempo de aprender umpouco mais! Deus abençoe!

Seu irmão, Jerônimo Lauricio. - Site Catequisar

2 comentários:

  1. Olá Anderson! Esse post veio ao encontro da minha leitura no tempo da quaresma: "Um Cientista lê a Bíblia" (John Polkinghorne)- pág.:49 - Um Universo Matemático - leitura encantadora, destaco:"Na maior parte do tempo, aceitamos como ponto pacífico as possibilidades da ciência, mas quando se pára para pensar nisso sem dúvida é notável que possamos compreender o mundo tão bem e que a matemática seja a chave para revelar seus segredos."
    Indico esse livro citado! Ganhei-o de um grande amigo e é meu guia diário na caminhada quaresmal.
    Abraço da Célia.

    ResponderExcluir
  2. Esse Jeronimo escreve muito bem, pela postagem. Estamos aí, marcando presença e colhendo um pouco mais de conhecimento e sabedoria, super abraço!

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...