sábado, 24 de dezembro de 2011

E o Verbo se Fez Carne...

A máxima do Cristianismo e a Plenitude da salvação se dá na Encarnação do Verbo. Temos aqui a grande Revelação do Amor Divino pela humanidade. A consumação de um Àgape que brota do coração do Pai, e se revela no Filho que deseja vir deitar no terreno da existência humana.

Pois bem... diria que o Natal é essa realidade singular de experimentarmos a dinâmica deste processo de Revelação. Na sua significação que tem, o Natal é precedido pelo Advento, aquele intervalo de tempo, que nos convida a preparar o solo de nossas almas para o nascimento do Menino Deus. Semelhante dinâmica é a do agricultor que confiante no solo bem irrigado, nutrido e adubado, "espera a vinda" das primeiras formas de vida das sementes plantadas. como é bom esperar... Só espera quem de fato ama... E como é bom amar quando o esperado se chega.

É interessante notar também como em cada missa, em cada Santo Sacrifício celebrado no altar, atualizamos o "Et Vebum caro factum est, et habitávit in nobis..." (E o Verbo se fez carne e habitou entre nós). Na beleza de nossos ritos litúrgicos temos o a Liturgia da Palavra, seguida da Liturgia Eucarística. Aquela primeira com suas peculiaridades é Sacramento do Pai por meio do Verbo, isto é, por meio de sua Palavra. Enquanto que a segunda, é atualização da encarnação do Verbo, daquele que fora anunciado, pregado e semeado em nossos corações. Na Liturgia Eucarística, por meio das palavras consecratórias ditas pelo Sacerdote "in persona Christi", na pessoa do Cristo e por meio da sua memória, atualizamos portanto a Plenitude da Encarnação do Verbo.

São verdades teológicas que se bem compreendidas, (embora tenhamos nos limitado quanto à profundidade dos conceitos), nos atrái para o coração do Pai, daquele que primeiro nos amou. Gosto de pensar que o Cristianismo não é difícil de se compreender, quando nos permitimos vivê-lo com simplicidade. As coisas mais simples têm um sabor diferente, faz-nos querer experimentar mais e mais... Tem cores diferentes e nos prendem a atenção. Está aí a beleza do "Et Verbum caro factum est...", é simples de se entendê-lo, quando experimentado sob as cores e sabores litúrgicos de cada Sacrifício Eucarístico, de modo especial nestes dias na atualização do Advento e do Natal que vem.

A Todos Nossos Leitores desejo uma Noite Santa de Natal, e que o Cristo Luz de nossas vidas possa nascer também em nossos Corações!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...