sábado, 12 de novembro de 2011

Amigos: Companheiros e protetores

 “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”
Abro este artigo, com esta frase muito conhecida, de Antoine de Saint-Exupéry, do livro “O Pequeno Príncipe”, que fala uma grande verdade vivida por todos nós, somos responsáveis por nossos amigos, e amigo não falo que é todos os nossos conhecidos, colegas a quem queremos bem, mas amigos verdadeiros, que são poucos, são raros, diria até que são como “cometas” que passam raramente em nossas vistas, somos responsáveis por estes, e que bom saber que eles também tem responsabilidade para conosco.
E todos nós sabemos como é bom poder contar com uma pessoa amiga na “hora de sufoco” onde tudo parece “cair em nossa cabeça”, apenas o fato de podermos desabafar, já é um alívio, mas como precisamos destes amigos verdadeiros, aqueles que não importa a hora em que precisarmos deles, sempre estarão de prontidão para ajudar-nos, para ouvir-nos , para aconselhar-nos.
O Dicionário Aurélio vai nos dizer que Amigo é aquele que é ligado a outrem por laços de amizade outra explicação: Companheiro, protetor, em outras palavras podemos dizer que amigo é um “pedaço de nós mesmos” que mesmos distantes, ou por um longo período afastados ainda carregam consigo “parte de nós”.
Pode ser que muitos ao lerem este artigo pensem que tem muitos amigos, e que não sabem ao certo dizer quais são estes “verdadeiros amigos“ a que falo neste artigo;
Entretanto muitos também podem pensar que não tem esses “verdadeiros amigos”, que possuem apenas amizades falsas e interesseiras.
Mas todos nós, encontraremos com estes que fazem da nossa vida, ser mais alegre e mais bonita, pois são “amigos que nasceram pela fé”, como vai nos dizer a música da banda Anjos de Resgate, são amigos que nos ajudam em nossa caminhada Cristã, falo isso porque se você pensa que uma amizade verdadeira não impele você a buscar a Cristo, e a vivê-lo de maneira convicta, esta não é uma verdadeira amizade, pois vai levar você a perdição, e muitas vezes abrirá as portas para vícios ainda maiores como as drogas, as bebidas, a prostituição e tantos outros males que nos distanciam de Deus e de seu projeto de amor.
Quero que muitos hoje, leiam este artigo e pensem consigo mesmos:
Quem são estes meus “amigos verdadeiros”?
Eu posso de fato, contar com Eles?
Eles me levam a uma experiência de Deus, na qual produz frutos bons?
Estou sendo responsáveis por eles?
Quero também que muitos também tenham maior carinho e responsabilidade para com seu amigos, claro, espelhando-nos sempre em nosso maior amigo, aquele que foi capaz de dar sua vida em remissão do meu e do seu pecado, Jesus Cristo, Ele sim amigo nosso por excelência, 24 horas por dia podemos contar com Ele, que sabe tudo e quer ser este nosso Amigo, companheiro e Protetor.
Termino este artigo na frase (da música Amigos pela fé) que desejo a todos meus amigos e meus leitores:
 “Amigos para sempre, para sempre amigos sim se Deus quiser...”

Um comentário:

  1. Prezado Anderson, em seu twitter vejo que somos muito semelhantes pois também sou: Católico, Mineiro, Cruzeirense e Técnico de Eletrônica.
    Católico praticante, Cruzeirense nato e convicto e infelizmente sou formado mas não trabalho e posso dizer que nem sei mais nada de eletrônica pois, me formei em 1988/89.
    Um fraterno abraço irmão.

    ResponderExcluir

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...