domingo, 8 de novembro de 2009

A ovelha sou Eu


Toca de Assis

Lá vai o Pastor,
á procura da ovelha que se perdeu,
à procura do olhar
que se desviou do seu.

A encontrou em campos que não são seus,
e viu que em suas feridas a dor está,
em seus olhos há somente a solidão
e agora só deseja ao rédio voltar.

A ovelha sou eu, e não conheço outra voz,
por isso quando eu fugi, me cansei, me perdi.
Hoje posso ouvir, de novo a voz do pastor a me chamar,
e assim eu compreendi se de ti eu fugir 99 ou mais
deixarás para trás, e irás me buscar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que o caminho seja brando a teus pés,
o vento sopre leve em teus ombros,
Que o sol brilhe cálido sobre sua face,
as chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
Deus te guarde na palma de sua mão"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...